Como administrar a preocupação e lidar com os perigos reais para diminuir a ansiedade

CAMPANHA FORA DONA ANSIEDADE – PARTE 4

No primeiro artigo, falamos sobre como evitar a ansiedade por meio de uma preparação e previsão melhor,  para evitar os atrasos e nos organizar melhor.

Na segunda parte da campanha,  o assunto foi ansiedade gerada pela culpa, raiva e amargura e como colocá-los para fora.

No terceiro artigo, enfocamos a ansiedade causada pela sobrecarga e a sensação de incapacidade diante dos desafios.

Neste artigo vamos conversar sobre a preocupação com o futuro e com os perigos já presentes.

Preocupação com o futuro e com perigos presentes

Às vezes nós nos preocupamos com o que possa vir a acontecer, mesmo que não haja,  nenhum indício de que aquilo realmente vai acontecer. Outras vezes, estamos diante de um problema muito real. Acreditamos que sabemos o que vai acontecer e nos preocupamos.

Há como evitar ou pelo menos diminuir a ansiedade gerada nestas situações?

Superando desafios na prática:

6. Preocupação com eventos futuros incertos

Preocupar-se com o que pode, ou não, vir a acontecer é como pedir adiantamento do salário de um emprego que você ainda não tem ou como querer pagar juros antecipados de um empréstimo que você ainda não pegou.

Mark Twain disse:

“Eu sou um homem velho e conheci um grande número de problemas — a maioria dos quais nunca aconteceram.”
Mark Twain

Se ao menos, tivesse um melhor índice de retorno sobre investimento. Mas não. Preocupar-se com o que possa acontecer não diminui a probabilidade deste evento ocorrer – nem  aumenta. Viver em constante agonia sobre perigos possíveis e imaginários não nos protege magicamente deles. Mas o próprio hábito de se preocupar gera estresse e estresse tem uma ligação direta com o surgimento de doenças.

“Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida? Visto que vocês não podem sequer fazer uma coisa tão pequena, por que se preocupar com o restante?”
Lucas 12:25-26

Como diminuir a ansiedade:

I. Previna-se e prepare-se para remediar

Se queremos lidar com um possível problema futuro, precisamos agir para prevenir que algo ruim possa acontecer ou nos preparar, para da melhor forma possível, lidar com ele se surgir.

Pegue um caderno ou uma folha e faça o seguinte exercício:

Descreva o cenário mais sombrio possível. O que de pior poderia acontecer? O que poderia dar errado?

Agora questione-se: Quão provável é possível que isso aconteça?

Se o pior acontecer, o que você poderia fazer para superar a dificuldade?

Liste também, o que você é capaz de fazer para evitar que isso possa acontecer.

Quando surgir uma preocupação; ocupe-se em fazer o que está na sua lista.

Veja também o artigo sobre não ficar só com a sua angústia. Às vezes conversar com alguém faz toda a diferença.

7. Preocupação com um perigo presente

Algumas situações que nos preocupam, não são possibilidades incertas, mas realidades bem presentes. Uma doença grave,  o desemprego, o falecimento de uma pessoa querida, o comportamento violento ou autodestrutivo de um membro da família. Todas estas situações e muitas outras podem nos trazer ansiedade. Mas será que nos obrigam a viver ansiosos?

Diz o ditado:

“As únicas coisas certas na vida são a morte e os impostos”
Ditado popular

É certo encontrarmos desafios, é provável sermos surpreendidos e absolutamente certo morrermos. Existem tantas coisas que escapam do nosso controle. Mas nada escapa do controle de Deus na nossa vida.

“Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês.”
1 Pedro 5:7

Como diminuir a ansiedade:

I. Aproxime-se Daquele que tudo pode fazer

Quando você está diante de uma situação em que há um perigo real e iminente que escapa do seu controle entregue-se, junto com seu problema, nas mãos de Deus.

Faça tudo que estiver ao seu alcance, não dê desculpas para não agir. Inclusive, para lhe ajudar a avaliar o que você pode fazer:  baixe o Livro de Exercícios Superando Desafios (gratuitamente) e faça os exercícios que vão levar você a desenvolver um plano de ação para lidar com o problema.

Mas quando você chegar ao limite do que pode fazer, não se desespere.

Deus pode e Ele continua no controle da situação. Mesmo quando temos resultados que não entendemos. Mesmo quando sofremos injustamente. Mesmo quando não entendemos o porquê. Mesmo assim podemos descansar na certeza de que Deus cuida de nós.

“Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.”
Mateus 11:28

“Ele fez tudo apropriado a seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade; mesmo assim este não consegue compreender inteiramente o que Deus fez.”
Eclesiastes 3:11

Somente em Deus podemos ter todo nosso anseio atendido. Fique perto Dele.

Espero que estes pensamentos tenham lhe trazido algum alívio e algumas ideias do que fazer para diminuir a ansiedade.

Se você pensou em mais alguma coisa que pode ajudar alguém a lidar com a Dona Ansiedade, por favor, deixe seu comentário abaixo!

Se você tem um amigo que precisa ler isto compartilhe com ele.

Comentários
Recent Posts